quinta-feira, 17 de julho de 2008

Descobrir alguém leva tempo...


Descobrir alguém leva tempo.Pena que somos superficiais e desistimos facilmente frente ao primeiro desencanto.
Como é bonito às vezes parar e analisar as pessoas, seus relacionamentos, suas atitudes, enfim, seus detalhes. A cada análise descobrimos novas dimensões do coração humano.
Poucos têm paciência com o outro e muitos, se não alcançam respostas imediatas, desistem da pessoa. Descobrir alguém leva tempo. Pena que somos superficiais e desistimos facilmente frente ao primeiro desencanto. Não é porque a pessoa não sorriu ou porque tenha um defeito latente, que temos o direito de encarcerá-la em um rótulo infeliz. Garanto que muitas vezes você também não conseguiu fazer o bem que queria, nem conseguiu sorrir como queria, tampouco conseguiu amar como desejava, e o que é pior: reagiu como não queria reagir e fez o que não queria fazer. Mas tentou. Mesmo que o resultado tenha sido o insucesso, você tentou acertar.
Acredito que todos querem ser bons e felizes, todos lutam por isso. Ninguém é infeliz porque quer, mas nem todos conseguem ser o que desejam.
Mesmo que o amor que você recebe não seja aquele que você queria, nem do jeito que queria... é amor. Pode ser que os gestos de amor que são repugnantes para você seja o tudo que o outro pode lhe dar. Precisamos aprender a acolher o que o outro pode nos oferecer hoje, valorizando o que ele nos oferece.
Suelem
e

7 comentários:

Mary disse...

Descobrir alguém realmente leva tempo. Vc está certíssima! talvez porque tenhamos nascido com o mal costume de encontrar tudo pronto e não queremos nos dar ao luxo de nem mesmo nos debruçar sobre alguém para tentar construir a real imagem dessa pessoa. Então nos prendemos à superficialidade. E então lançamos rótulos. E fazemos tudo errado. É preciso estar atento à essa questão, e da próxima vez que conhecer alguém se esforçar para enxergar além.

Beijão!

P.S. (Vc tem orkut? Passa pra mim o link!)

LindaRê disse...

Verdade. Eu tento descobrir as pessoas, sempre.
Adorei o texto.

Beijos

Igor Mascarenhas disse...

O pior é quando nos não descobrimos nós mesmos e nem deixamos o outro descobrir quem ele é...

Penso e acredito que ser Cristão é levar um pouco de si ao outro e assim formar um nós que vive o amor de Cristo.

Hoje no meu grupo de oração falou de amizade, tenho aprendido muito sobre o dom da amizade e acredito que ser amigo é ser Cristão.

tamu junto

Mary disse...

Su, ñ te encontrei esse fim de semana no msn... vc já me add? Tem post novo, certo? beijão, paz e bem!

Mary

Lu disse...

Oi querida! Que bom que visitou meu cantinho! Mary escreve infinitamente melhor que eu e vc tb...rsrs. Adorei seu post e depois vou ler com carinho todos os outros. "Ninguém é infeliz porque quer, mas nem todos conseguem ser o que desejam." Essa parte me chamou atenção e lembrei do que escrevi sobre fazer todo esforço pra acertar e acabar errando. Adentrar e compreender o Infinito Particular do outro é extramemente complicado. Só Deus que é perfeito e conhece as profundezas do nosso ser pode fazer um julgamento correto.Por essas outras que eu não acredito que é a primeira impressão que fica porque eu posso ter encontrado aquela pessoa num dia ruim, triste, infeliz e não tenha dado tempo de conhecer o averso dela. Vou te linkar, tá? Bjus e fica com Deus!

Mary disse...

Su,
Tô ansiosa pra tc com vc...rsrs
Vamos marcar um horário... como eu tô entrando em recesso, acho q é melhor vc dizer os seus melhores horários... espero a resposta... bj!

Anônimo disse...

Sú adorei seu texto. Cada pessoa tem um jeito de amar, aprendi isso com meu pai, pois sempre esperamos que as pessoas sejam como queremos que sejam e não é assim, cada um tem um jeito de amar e isso é muito bom.
Quando conheço uma pessoa que não bate comigo, ao invés de rotulá-la, penso que Deus ama a cada um de nós igual, com nossos defeitos e qualidades, então tento olha-lá com o amor de Deus.
Beijos Kumady.
Khênia.