sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Eu, vista pelo outro, nem sempre sou eu mesma...


“Eu, visto pelo outro, nem sempre sou eu mesmo...”

Esta frase me pegou e me colocou a refletir. Mas foi uma reflexão que não implicou somente em críticas.

Quem sou eu? Esta pergunta ecoa pela vida a fora. E muitos passam a vida toda se perguntando. A verdade é que somos uma mistura de tempo, de necessidades, de opções, de amores, de carinho, de atenção. Estamos a cada dia buscando mudanças. Dando fim a um caminho e se abrindo a outro. Você pode até não saber quem é, mas sabe, pelo menos, quem quer ser.
Mas quando o que o outro acha de você não é realmente o que você sabe que você é? Podemos ser melhores para os outros, ou piores. Podem falar de algo que você não fez, não faz, não pretende fazer. Podem te julgar pelo que vêm em você numa tarde chuvosa quando “n” problemas estão a te cercar. Podem te rotular naquela festa, te engrandecer naquele encontro. A verdade é que você, e só você sabe o que realmente é e se passa em você. É difícil, mas se quiser pode deixar com que o outro te descubra aos poucos. Ele entrará em um universo habitado por poucos. Não é fácil, e quem disse que seria?" O desafio é não apontar as armas, mas permitir que a aproximação nos permita uma visão aprimorada. No aparente inimigo pode estar um amigo em potencial. Regra simples, mas aprendizado duro".

É sua experiência de ser e estar no mundo.
(Suelem de Oliveira Bento)

11 comentários:

Marina disse...

Su!!! A qnt tempo não passo aki.... entãooo mew Pe Fábio é o cara rs

Esse texto me fez lembrar do que ele disse no programa de domingo... "Um ser humano em conflito age de acordo com a história que teve"

Quantas vezes explodimos com alguem por um motivo besta... talvez naquele momento o motivo foi besta, mas para nós aquilo foi a soma de diversos problemas que resultou numa explosão...

Não podemos nos esquecer que somos a soma de todos os momentos de nossa vida... e não apenas UM momento... e precisamos aprender que o OUTRO tb é a soma de momentos bons e ruins... portanto, antes de julgar o outro ou a nos mesmos por um momento.. ^^

Paz e bEm

Saudades de conversar contigo! ^^

Sem mais
Mari

Lu disse...

Su, sábias palavras como sempre. Você me ajudou a ter uma outra reflexão com o texto. Todas as pessoas que passam em nossa vida podem nos ajudar a descobrir quem somos. Lógico que na maioria das vezes preferimos acatar somente os elogios, mas as críticas também podem nos ajudar a amadurecer. Ah, sou Lu amiga de Mari, tá? Deixei um selinho pra você no meu outro blog. Bjus!

Ione Rocha disse...

Querida!
Recentemente vivi uma experiência chocante de ver ver e ser vista pelo outro (mas isso acontece todo dia kkk... Mas vc entendeu né? rs). Por mais conhecimento ou segurança que se tenha, por mais experiencia de vida que se adquira, é dificil e assusta saber que alguem importante pra mim não sabe quem eu sou verdadeiramente. O problema e quando não se ertime o espaço para que o outro seja quem é, e assim eu n pude ser eu e quando fui não fui compreendida. E mais um se perdeu no "meu infinito particular"... pensando que eu sou maluca mas "é só mistério, não tem segredo" e eu sou daqui "eu não sou de marte"...

Em Construção... disse...

Amiga quero q veja no meu blog o comentário que a Gbay deixou que lindaaaaaaaa...rs
amoooo saudadessssssss
beijsu

Mary disse...

eu tenho certeza q na maioria das vezes eu não sou eu qdo vista pelo outro... confesso q isso ainda me incomoda, mas não tanto como outrora...

nem eu mesma sei quem sou exatamente... tenho uma mera noção.

acho q só Deus sabe mesmo quem somos...

bjo!

Nanita disse...

Belas palavras completas , digo completas que seria o contrario de vazias. Esse seu texto me fez refletir mais uma vez sobre o tal assunto que a tempos eu venho a me interrogar. E agora mais do que nunca tenho a certeza que cada pedacinho das pessoas que passam pela nossa vida e cada experiencia vivida juntas formam um pouco do que somos! Sábias palavras.

Ao toque do amor disse...

Oi, moça!
vim te visitar e deixar o meu carinho.

"O amor é a dor que não cura com sentidos falsos, só verdades se resistem"
Lindo, né... (Josiane A. Ruhmeke)
Que sua semana seja cheinha de muitas alegrias e bençãos.
beijinhos
San

Em Construção... disse...

Minha linda ...suas palavras me emocionaram...
sabe quando vem um filme na nossa cabeça e lembramos de tudo...???
Deus tem sido Fiel não porque consegui o que eu queria e SIM POR EM PRIMEIRO LUGAR SEMPREEE PEDIII QUE ELE FIZESSE A SUA VONTADE NÃO A MINHA, POR MAIS Q DOESSE MEU CORAÇÃO...E ELE AGIU E FEZ SUA VONTADE, ENTÃO MINHA ALEGRIA VEM DISSO , VEM DESSE AMOR, VEM DA SUA PALAVRA VEM DESSA FIDELIDADE DELE , QUE NÃO É COMO A NOSSA Q MUDAMOS DE OPINIÃO DE OPÇÃO , ELE NÃO, ELE É FIELLL , E TENHO ME SENTIDO MAIS FELIZ PORQ TENHO VIVIDO o q sua palavra PEDE...SABE NÃO SEI SE CONSIGO TE EXPLICAR...
A VERDADE AMIGA É QUE QUANDO ESTAMOS EM DEUS SOMOS FELIZES DE VERDADE E VIVEMOS COISAS Q NUNCA IMAGINAMOS..."COISAS Q OLHOS NÃO VIRAM OS OUVIDOS NÃO OUVIRAM E O CORAÇÃO HUMANO SEQUER IMAGINOU TAIS SÃO OS BENS Q DEUS TEM PREPARADO PARA OS Q AMA!!!"""
Mas sei q ainda existe uma cruz e como diz auela música..."Ainda existe uma cruz , ainda existe um sofrer ainda existe uma cruz, uma batalha a vencer!!"
MAS O MELHORRR E SABER Q SOMOS ESCOLHIDOS E AMADOS POR ELE Q VENDEU SUA CRUZ.,PORQ DEPOIS DELA A VITÓRIA SEMPREEE VEMMMMMMMMMMMMMM
TE AMOOOOOOOOOOO
BJUSSS

taissa disse...

Amigaa, qto tempo não venho aqui.. mas hj passei só pra dizer que te amo!!!!
bjooooo

Anônimo disse...

Oi Kumady! Linda mensagem. O nosso eu é um mistério mesmo para nós, mas à respeito do que os outros pensam da gente, isso não me encomota, amo e tento viver a vida da melhor maneira, o que me preocupa é o que Deus pensa de mim, então busco soluções para que cada vez eu possa ser bem vista aos olhos Dele.
Kumadynha seu blog passa muita paz. Obrigada pelas palavras lindas que Deus te abençoe.
Khênia

Marilene disse...

Su.... amei o seu texto, está maravilhoso, somos realmente a soma de todas as nossas vivências, o duro é que nem todos tem esta ampliação de conciência para que possam identificar características tanto positivas quanto negativas e de que forma somos afetados pela nossa história de vida.